A importância do fortalecimento do CORE

Imagem

Esse nome estranho nada mais é que um conjunto de músculos que ajudam a “segurar”, a estabilizar a região do quadril, que são os músculos do abdômen, lombar e glúteo.

“Se você olhar para os atletas que lideram a corrida, eles são os poucos cuja postura não é de sofrimento até o final da corrida, pois têm força suficiente no core para sustentar seu organismo, mesmo em um completo estado de fadiga”. Craig Alexander

O core é o centro, e se esse centro estiver fraco a periferia (braços e pernas) sofrerá também. Este centro produz força, gera estabilidade e mantêm o alinhamento do corpo durante um movimento.

Com maior controle sobre o próprio corpo, devido a melhor estabilização, o “core” bem desenvolvido protege a coluna vertebral e previne lesões.

Na matéria da revista mundo tri, sobre Os 10 ensinamentos sobre Triathlon de Craig Alexander – que por sinal vale a leitura de todos os 10 ensinamentos, vale também para nós corredores – ele cita:

Imagem

A técnica de Pilates trabalha bem esta parte e têm crescido muito e cada vez mais está sendo incluída como base de preparação física de outras atividades físicas, entre elas a corrida.

Com o objetivo de melhorar a técnica postural e em prevenir dores e lesões no atleta o Pilates tornou-se um dos principais diferenciais do treino. Um dos principais benefícios do Pilates é condicionar o corpo a usar músculos de forma mais eficiente e segura e assim poupar energia durante treinos e provas.

Aqui estão alguns exercícios que ajudam a fortalecer o CORE:

Abdominal: pode ser realizado com uma bola ou no solo. Devemos prestar atenção em não compensar o trabalho do abdominal com movimentos do pescoço. O uso da bola dificulta um pouco o exercício porque gera instabilidade ao corpo.

 

Dorsais: Com os antebraços apoiados no chão mantenha o corpo como se fosse uma prancha por alguns segundos e descanse. Faça séries deste exercício.

 

Deitado de lado e com o antebraço apoiado no chão, eleve o quadril e mantenha por alguns segundos. Faça repetições deste exercício.

 

Os dorsais podem ser fortalecidos também com a bola. Quanto mais próximo dos pés a bola estiver, mais difícil fica o exercício.

Para aumentar ainda mais o nível de dificuldade deste exercício, faça movimento com as pernas de flexão-extensão levando os joelhos em direção ao peito e volte para a posição inicial. Faça séries deste exercício.

 

Durante a realização dos exercícios de fortalecimento, pense sempre em manter o abdômen contraído, como se o umbigo estivesse colado nas costas.

Bons treinos!

 

Fontes:

runnersworld.abril.com.br

http://www.mundotri.com.br

http://www.lifefisio.com.br

wsrunner.com.br

niviajunqueira.wordpress.com

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s