O que Craig Alexander aprendeu com os quenianos?

Encontrei essa matéria no blog espirito outdoor, que ficou ótima, contando um pouco sobre ele, e porque todos estão de olho nesse cara:

———

Craig Alexander impressionou a todos ao vencer o Ironman Melbourne com um tempo de 7:57. O assunto da semana foi o seu tempo na maratona de 2h38.

Lembrando que, o recorde mundial em uma maratona – não triatlo, ou seja, em uma prova onde o atleta só corre – foi de 2h03m, batido pelo queniano Wilson Kipsang no mês de setembro deste ano.

Vamos lá, Craig Alexander nadou 3,8 km, pedalou 180 km e completou uma maratona com apenas 35 minutos de diferença para o queniano que só correu.

Que Craig Alexander é um excelente atleta, e tem um biotipo próprio para a modalidade ninguém discute, agora o que todos querem saber é porque o atleta australiano consegue correr tão bem.

Craig Alexander exibe um postura perfeita em sua corrida durante o Ironman Havai 2011

Craig Alexander exibe uma postura perfeita em sua corrida durante o Ironman Havai 2011

Acreditamos que grande parte da performance de corrida de Craig Alexander à sua mecânica de corrida.

Uma boa mecânica de corrida garante uma grande economia de movimento, o que faz com que você consiga correr em uma mesma velocidade, gastando menos energia, o que é um ótimo negócio nas provas de Ironman.

O que Craig Alexander aprendeu com os quenianos?

Os melhores corredores de todo mundo, são os corredores quenianos, considerados extremamente eficiêntes e econômicos em sua corrida (Os segredos dos Corredores quenianos).

Todos os corredores quenianos apresentam algumas características bem similares em suas mecânicas de corrida.

Todos possuem uma alta cadência de passadas (acima de 180 passadas por minuto), corpo ereto e levemente inclinado para a frente.

Uma passada curta, onde seus pés aterrizam bem debaixo de seus corpos.

Os corredores quenianos também aterrizam utilizando o antepé ou o meio do pé, além de manterem o joelho levemente dobrado no momento de contato do pé com o solo.

Isso garante uma melhor continuidade do movimento e faz com que o impacto seja melhor absorvido pela musculatura das pernas e da coxa, o que preserva as articulação (como o joelho e o quadril) dos impactos da corrida.

Todas essas características podem ser observadas na mecânica de corrida de Craig Alexander, que consegue manter uma ótima mecânica de corrida, apesar de todo o cansaço acumulado das modalidades anteriores.

Como melhorar minha corrida?

De forma resumida podemos destacar 3 pontos:

O aumento da cadência de passadas: Correr com uma cadência alta obriga o corredor a diminuir um pouco o tamanho de sua passada, o que faz com que o contato da passada com o solo seja melhor. Experimente em todos os seus treinos (inclusive nos trotes de aquecimento) correr com passos um pouco menores e cadência mais rápida. Execute tiros de velocidade em descidas, se forçando a aumentar cada vez mais a velocidade dos passos. Vale lembrar que a ênfase desses tiros deve ser o aumento da coordenação, e por isso se faz necessário um descanso grande entre os esforços (pelo menos 1min).

Melhora da postura: É comum ver atletas no meio da maratona do Ironman, com a postura cansada, e uma mecânica toda comprometida. Isso se dá pela incapacidade de conseguir manter o tronco ereto. Durante os seus treinos de corrida, em preparação para as provas longas de triatlo, é importante ter em mente que não é só o volume que importa. Que tal mudar um pouco as suas metas e se policiar para conseguir manter a postura correta durante todo o seu treino longo?

Exercícios Educativos: Use e abuse dos exercícios educativos. Inclua-os em seu treinamento e em suas séries de treinamento intervalado. Uma dica é fazer o educativo Skipping numa leve subida.

———

E ai, gostaram da matéria?

Para quem gosta de vídeos, tem esse que explica tudo isso de uma forma mais descontraída – digamos assim:

Algo importante para nós corredores da equipe Sola & Mente, onde maioria é iniciante, é que, uma boa mecânica de corrida previne lesões e preserva o corpo para podermos correr por muitos anos. E acredito que esse seja o principal objetivo de todos.

Palavras do Zé, nosso corredor mais experiente:

Não é muito sadio para quem está começando a correr ficar se preocupando com tempo, ficar exigindo alta performance. O legal da corrida é poder correr por muitos anos, para isso outras coisas devem estar acima, como o fortalecimento dos músculos e treinamento em baixa intensidade, aquela história: subir um degrau de cada vez.

Uma resposta em “O que Craig Alexander aprendeu com os quenianos?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s